Mal da estação

Gripes, resfriados, rinites, otites, pneumonias, sinusites, bronquites, traqueítes, são algumas das doenças que se tornaram sinônimo de preocupação para muitas pessoas entre os meses de julho e setembro – período de inverno no Brasil.
A alergologista Anna Luiza Porto Gonçalves explica que as mudanças bruscas de temperatura, o clima úmido, dias frios e mudança de hábitos são os principais fatores que ajudam a elevar a incidência de doenças respiratórias durante o inverno. As doenças se agravam durante a época, porque as pessoas têm tendência a se resguardar do tempo frio e a buscar espaços mais aquecidos, menores e com pouca circulação de ar para ficar protegidos, o que favorece a circulação de vírus e bactérias no ambiente e a contração de doenças de fácil transmissão, como as gripes e os resfriados.
Uma pesquisa realizada recentemente pelo Ibope apurou que cerca de 40% dos brasileiros apresentam doenças respiratórias no inverno. De um modo geral, a rinite e a asma são as doenças crônicas que apresentam maior prevalência de complicações nesse período do ano seguidas das gripes, amigdalites, otites e as sinusites.
Os mais afetados são as crianças e os idosos. A baixa imunidade desses dois grupos, associada aos fatores estressantes e de risco como mudanças bruscas de temperatura e baixa umidade do ar, contribuem para que sejam mais afetados pelas doenças respiratórias, principalmente as de origem infecciosas de fácil transmissão, como as infecções virais. Desta forma, torna-se imprescindível que esse grupo se previna de complicações mais graves, por meio da imunização para gripe através da vacinação, o que ajuda a reduzir complicações mais severas dessas patologias.

Formas de prevenção das doenças típicas de inverno:
– Evitar varrer a casa com vassoura, preferir passar pano úmido;
– Evitar aglomerações e ambientes fechados. Em casa, deve-se manter os ambientes ventilados;
– Ingerir líquidos frequentemente;
– Manter o nariz sempre hidratado (utilizar soro fisiológico);
– Atenção ao usar mantas, blusas de lã e cobertores. Embora limpos quando foram guardados, cabe a higienização adequada antes do uso;
– Manter hábitos saudáveis, alimentação balanceada (com alimentos ricos em vitamina C, como laranja, limão, acerola, abacaxi) e atividade física, além de ter uma boa noite de sono.  
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta