Mal do século

Tema de diversos debates, a ansiedade é uma emoção normal do ser humano; o seu excesso é que gera o distúrbio caracterizado, principalmente, pela preocupação excessiva com o futuro. Segundo o psicólogo e psicanalista Eraldo Melo, os principais sintomas de quem sofre deste mal são perda de peso, perda de atenção com as atividades, dores no estômago (podendo até desenvolver gastrite), insônia, dificuldade sexual, entre outros.
O especialista ressalta que estas sensações não desaparecem por conta própria, pelo contrário: só tendem a piorar. “Por isso, tratamento e suporte médicos são imprescindíveis. A forma mais indicada para controlar a ansiedade é procurar um profissional da área de psicologia, para que o indivíduo consiga ressignificar e entender que não podemos controlar todas as coisas no futuro”, orienta Melo. “Na maioria dos casos, não se usa medicamentos, pois a origem do distúrbio é psíquica”, completa.
Ele também explica que “o problema é tratado de forma singular, entendendo e respeitando cada caso e seus desafios. O princípio básico é levar o paciente a entender que, independente de sua ansiedade, o futuro será sempre o futuro, precisando pensar e viver o presente”. Melo afirma que um dos métodos mais utilizados é a terapia cognitivo-comportamental. “Feito em curto prazo, ele permite que você retome aos poucos as atividades cotidianas que antes eram evitadas devido ao distúrbio”, conclui. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!