Mercado de trabalho

Please select a featured image for your post


O mercado de trabalho formal em Campinas registrou, de janeiro a dezembro de 2011, incremento de 5,1% no estoque de trabalhadores com Carteira de Trabalho assinada com um saldo de 18.939 vagas. Este é o segundo melhor saldo da década ficando atrás somente do resultado de 2010 que foi de 24.267 vagas. Entretanto, se for considerado somente o mês de dezembro, saldo foi negativo.

Os dados são do Observatório do Trabalho, vinculado à Secretaria Municipal de Trabalho e Renda, e têm como base os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho divulgados em Brasília, na terça-feira, 24 de janeiro.

No acumulado do ano, o setor de Serviços foi o que mais contribuiu para a obtenção do desempenho com 62,6% do saldo, seguido pela Construção Civil com 17,3%. O Comércio ficou em terceiro lugar com 13,6% e a a Indústria de Transformação, com 7,4%. 

Em dezembro, o quadro é outro. Com relação ao saldo (diferença entre as contratações e demissões) de postos de trabalho exclusivamente no mês de dezembro, o município registrou um resultado negativo com -4.183 vagas. O setor que mais contribuiu para o saldo negativo foi Serviços com -2.595 vagas, ou seja, mais da metade do saldo. Em seguida veio o Comércio com -554 e a Indústria de transformação com 539 vagas. Construção civil (-517), agricultura (-15) e Administração pública (-2) também contribuíram para o saldo negativo.

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta