Minivan Spin

por Jorge Augusto    fotos Marcelo Alexandre

E a Chevrolet continua o programa de renovar toda a sua linha de veículos. Agora, é a vez do Spin. Segundo a marca, trata-se de um multi-purpose-vehicle (ou MPV), feito para agradar famílias. Mas na prática, o Spin é uma minivan que chega para ficar acima do Meriva e abaixo da Zafira. Ainda segundo a Chevrolet, o Spin não vai substituir nenhum carro. Ele será uma opção a mais na gama de produtos.

O Spin foi totalmente desenhado e desenvolvido no Brasil. Depois do Cobalt, Cruze, Cruze Sport6 e picape S10, agora a marca quer oferecer um produto para clientes de classes C+ e B-. E a receita de sucesso do Spin é basicamente seu custo-benefício. E para ser barato, o Spin foi desenvolvido a partir da plataforma do Cobalt. Ele tem o mesmo entre-eixos, porém com uma plataforma elevada em 5,5 cm. No mercado brasileiro ele será vendido com o motor 1.8 EconoFlex, com opções de transmissão manual de cinco marchas e automática de seis marchas, e em duas versões de acabamento: LT e LTZ.

E para sair do lugar comum a Chevrolet adotou uma receita diferente. O Spin chega com um visual imponente. É um modelo familiar com ares aventureiros. Na frente, a Chevrolet fez o carro parecer, intencionalmente, um SUV. Ele traz faróis avantajados e uma ampla grade do radiador. A proposta é tirar aquele ar delicado e discreto, comum entre minivans. Alguns podem achar o visual forte demais, considerando as proporções do carro. Já a traseira, é um pouco mais discreta que a dianteira. Um fato bem nítido, é que o Spin é relativamente alto, considerando a sua categoria.

Interior

O interior do Chevrolet Spin realmente surpreende quando o assunto é espaço.Com entre-eixos de 2,62 metros, ele oferece espaço para até sete ocupantes na versão LTZ e para cinco na versão LT. Outro detalhe são os 32 porta-trecos que compõem o interior do modelo. Chama a atenção o porta-luvas na parte superior do painel e também o espaço nas portas dos ocupantes que andam na frente, que comportam até uma garrafa de dois litros de água.

A disposição dos bancos merece atenção. Na versão LTZ, as três fileiras de banco estão dispostas em formato de teatro. Ou seja, a terceira fileira de bancos é mais alta que a central que, por sua vez é ligeiramente mais alta que a primeira, privilegiando a visibilidade dos ocupantes.

O porta-malas do Spin varia de acordo com a configuração. Com sete ocupantes (LTZ), sua capacidade de carga é de 162 litros. Com cinco (LT), sobe para 710 litros, podendo chegar até 1.668 litros, com os bancos da fileira central rebatidos. No total, o Spin LTZ tem 23 diferentes combinações de posições de bancos.

O interior do Spin traz um acabamento de boa qualidade, que produz pouco ruído com o carro em movimento. O painel traz dois tons no chamado “efeito jóia”, além de acabamentos prateados e cromados que estão presentes nas maçanetas, no volante, nos botões do radio e do ar-condicionado, na alavanca de câmbio, no freio de mão e nas saídas de ar.

O Spin ainda oferece entrada USB para o rádio, computador de bordo e o painel combinando com itens analógicos (conta-giros) e digitais (velocímetro). Os mostradores do Spin contam com a iluminação Ice Blue, presente em outros modelos da linha Chevrolet.

Dirigibilidade

O Spin traz uma dirigibilidade bem diferente, se comparado às outras minivans da Chevrolet. Com um centro de gravidade elevado, o motorista fica no alto, com uma sensação de estar dirigindo um SUV. Ainda sim, ele oferece estabilidade adequada para sua proposta. A suspensão tem acerto agradável, sendo firme e consistente em manobras, sem ser desconfortável. Certamente, as mulheres vão gostar bastante de dirigir o Spin.

Motor 1.8 EconoFlex

O Spin inaugura uma nova opção de motor na família Chevrolet. A engenharia da Chevrolet desenvolveu o motor 1.8 EconoFlex, a partir do motor 1,4 litro que equipa o Cobalt. Basicamente, o motor é o mesmo com curso de pistão maior e maior potência. Assim o 1.8 EconoFlex desenvolve 108 cavalos com etanol e 106 cavalos com gasolina, ambos a 6.200 rpm. O torque é de 17,1 kgf.m com etanol e 16,4 kgf.m com gasolina, sempre nas 3.200 rpm. Vale ressaltar que 90% do torque está disponível entre 2.500 e 4.700 rpm.

O Chevrolet Spin vem equipado com um item inédito no segmento. Além da transmissão manual de cinco marchas, o modelo conta com caixa automática GF6 de seis marchas (a mesma que equipa o Cruze e o Sonic). Essa última oferece trocas no modo sequencial – conta com o sistema adaptativo de trocas de marcha, módulo de controle integrado, que elimina cabos entre o módulo e a transmissão e também o freio motor, que mesmo quando o motorista alivia o pé do acelerador, mantem a marcha, dando a sensação de maior controle do veículo. A transmissão ainda conta com o conversor de torque com embreagem EC3, que traz menor consumo de combustível e trocas de marchas mais suaves, graças a uma embreagem hidráulica interna ao conversor que se acopla a cobertura frontal, evitando o escorregamento do conjunto e aumentando a eficiência da transmissão.

Equipamentos

O Spin já sai com bom nível de equipamento de fábrica. A LT, de entrada, tem ar-condicionado, direção hidráulica, freios com ABS + EBD, duplo airbags, vidros e travas elétricas, ajuste de altura do banco do motorista e do volante, luz de seta auxiliar e rodas aro 15. O Spin LT ainda pode ser opcionalmente equipado com rodas de alumínio, rádio com CD Player, MP3 e Bluetooth, transmissão automática de seis marchas e controle automático de velocidade.

A versão LTZ oferece todos os itens da LT, e ainda conta com: terceira fileira de bancos integrada, rack de teto, computador de bordo, sensor de estacionamento e controles no volante. Opcionalmente ela pode ser equipada também com a transmissão automática de seis marchas e com o controle automático de velocidade.

Preço

O Chevrolet Spin, fabricado em São Caetano do Sul – São Paulo, terá o início das vendas programado para o início do próximo mês de julho. Segundo a Chevrolet, o Spin tem como concorrentes diretos a Livina e Grand Livina da Nissan e o Fiat Idea. A Chevrolet pretende comercializar 3 mil unidades por mês, sendo 50% dos carros com câmbio manual e 50% com câmbio automático. O Spin começa com preço de R$ 44,5 mil na versão LT manual. Um segundo pacote de equipamentos sobe para R$ 45,9 mil. E a versão LT automática sai por R$ 49,6 mil. Já a LTZ manual é oferecida por R$ 50,9 mil e a LTZ automática por 54,6 mil.

O Chevrolet Spin será comercializado nos mais de 600 pontos de vendas e serviços e assistência técnica da Chevrolet no Brasil em oito diferentes cores: Branco Summit, Preto Global, Bege Desert, Azul Macaw, Prata Polaris, Cinza Mond, Cinza Rusk e Verde Lotus.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta