Mobilização do Greenpeace

Uma mobilização com ativistas do Greenpeace fantasiados de vacas aconteceu em oito capitais brasileiras entre os dias 14 e 16 de setembro. A manifestação teve o objetivo de alertar sobre os impactos da pecuária, o principal responsável pelo desmatamento da Amazônia, no clima. A destruição da floresta é a maior fonte brasileira de gases do efeito estufa, que provocam o aquecimento global.

 

A invasão dos ativistas fantasiados de vacas às capitais faz parte da semana de mobilização pelo clima, série de ações que o Greenpeace organiza até o dia 22 para chamar a atenção da população em torno das mudanças climáticas e cobrar compromissos reais do governo brasileiro na 15ª Conferência do Clima, em Copenhague (Dinamarca). Na reunião, que acontece em dezembro, representantes de 192 nações precisam definir uma política contra as mudanças climáticas.

“Buscamos com essa atividade alertar e engajar a população contra o aquecimento global. Ninguém mais aceita que a Amazônia seja destruída. O presidente Lula precisa ir a Copenhague e garantir o fim do desmatamento, assumindo papel de vanguarda para enfrentar as mudanças climáticas”, diz Raquel Carvalho, do Greenpeace.

 

Segundo a ONG, nos últimos 40 anos quase 20% da Amazônia foi desmatada, resultando na emissão de cerca de 20 bilhões de toneladas de CO2, o principal gás do efeito estufa, na atmosfera. Esse volume equivale à emissão de todo o setor de transportes no mundo, no período de quatro anos. A maioria da área desmatada (80%) é ocupada pela pecuária.

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!