Morre José Aristodemo Pinotti

Please select a featured image for your post

Morreu nesta madrugada, aos 74 anos, em São Paulo, o médico e deputado federal, licenciado, José Aristodemo Pinotti.

Nascido em São Paulo, em 20 de dezembro de 1934, Pinotti estava internado no Hospital Sírio-Libanês, desde segunda-feira (29). Ele era médico ginecologista, e também deputado federal. Estava no terceiro mandato, mas tinha se licenciado. Atualmente ocupava a Secretaria Municipal Especial da Mulher e lutava contra um câncer nos pulmões.

O médico tem mais de 1.300 publicações, entre elas 37 livros científicos, mais de 450 artigos em revistas e jornais especializados nacionais e estrangeiros, duas teses publicadas, dois livros de poemas e colunas sobre saúde assinadas em jornais.

Pinotti foi capa da Absoluta na edição 59. Ele é exemplo de como a educação e conhecimento podem mudar nossa vida. De infância pobre e com dificuldades, Pinotti se graduou em Medicina e se voltou para a Ginecologia e posteriormente para a política, sempre focando seu trabalho na assistência às mulheres. Pinotti é responsável pela criação do Centro de Atenção Integral à Sáude da Mulher (CAISM), na Únicamp, e do Instituto da Mulher de São Paulo, na USP. Dois trabalhos exemplares e de fundamental importância para as mulheres.

O velório será na faculdade de Medicina da USP, a pardtir das 10h desta quarta. O enterro ocorre no Cemitério da Consolação (na região central de São Paulo), às 16h.

Ele deixa a mulher, Suely Pinotti, os filhos Marianne e André, cinco netos, genro e a nora Monica.

Trajetória
Professor Titular e Chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 1972-1982;
Diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, em duas gestões: 1970-1971 e 1976-1980;
Diretor Executivo do Centro de Assistência Integral à Saúde da Mulher (CAISM) da Unicamp, 1985-1986;
Reitor da Unicamp, 1982-1986;
Secretário de Estado da Educação de São Paulo, 1986-1987
Secretário de Estado da Saúde de São Paulo e Coordenador do Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde (SUDS) de São Paulo, 1987-1991;
Presidente da Associação Brasileira de Reprodução Humana e Nutrição Materno-Infantil (RENUMI), 1975-1988;
Presidente do Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas, 1969-1971;
Consultor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); 1975-1985;
Presidente da Comissão Científica do PAISM da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, 1988-1992;
Presidente da Fundação Pedroso Horta, 1997-1998;
Coordenador do Centro de Referência da Saúde da Mulher e de Nutrição, Alimentação e Desenvolvimento Infantil (Hospital Pérola Byington) de 1991 a 1998;
Deputado Federal eleito em outubro de 1994;
Membro do Conselho de Curadores da Fundação Padre Anchieta (TV Cultura) de 1986-1995.

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta