Mosaicos da Vida

De 21 de outubro a 27 de novembro, a comunidade religiosa Santa Rita de Cássia promove nos cemitériosAleias e Flamboyant, a exposição “Mosaicos da Vida” composta por peças em bronze patinado de autoria do artista Santos Lopes.
A exposição acontecerá em dois ambientes, com dez obras apresentadas na sala de estar do Aléias (no 2º piso do prédio administrativo da Comunidade) e oito esculturas de grande porte na área externa do Flamboyant (no entorno da Capela de Todos os Santos).
A iniciativa tem como iniciativa transformar os cemitérios em ambiente de acesso à arte. “Queremos desmitificar a ideia de que o cemitério é apenas um local de tristeza e de desconforto, porque é também um espaço de contemplação, de meditação e de preces pela memória daqueles que guarda e pela vida das famílias que neles confiam como o lugar da reverência à sua saudade. As cenas representadas nas esculturas vão favorecer essa conexão íntima que os visitantes buscam na visita ao cemitério no Dia de Finados”, explica José de Vasconcelos Cunha, diretor administrativo da Comunidade.
O artista, que criou com exclusividade para a Comunidade o monumento “Vitória – Num diálogo entre terra e Céu, a vitória do infinito” instalado em frente ao Cemitério Flamboyant desde dezembro de 2011, assinou essa primeira exposição por acreditar que a obra de arte suscita múltiplos sentimentos e, por isso, uma exposição, apesar de ser um evento efêmero, poderá causar nos visitantes um impacto positivo e duradouro, que contribua para boas lembranças de homenagem à vida e ao legado das pessoas especiais que virão lembrar.
“Esta exposição nutre o particular objetivo de estimular a vida. Penso que o encontro com as obras na paisagem natural do cemitério, será um convite agradável à reflexão e irá propiciar pensamentos e sentimentos positivos para que as pessoas que aqui estiverem levem consigo. Essa é a magia da arte; inspirar, promover o bem-estar e ressaltar o lado bom da vida”, afirma o artista. 

O artista

Além de escultor, Santos Lopes também produz telas, é fotógrafo e professor. Nascido em Portugal, fixou residência no Brasil em 1975 e há cerca de 25 anos tem o seu ateliê em Valinhos. Suas esculturas estão em vários países, como Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Suíça, Estados Unidos, Egito, Brasil, Uruguai, Alemanha, entre outros.  
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!