É preciso se movimentar

“Fiquem sentados” é a frase mais comum ouvida pelas crianças de seus professores na escola. Contudo, evidências recentes mostram que fazer breves intervalos de atividade física na sala de aula ajuda os pequenos a aprender e a ficarem mais atentos, uma vez que o movimento ativa as células cerebrais.
O pediatra Moisés Chencinski afirma que pedir para as crianças ficarem paradas o tempo todo é agir contra a natureza humana. “Caímos na armadilha de pensar que, se elas estão em suas mesas, com suas cabeças para baixo, silenciosas e escrevendo, estão adquirindo conhecimento. Na verdade, o tempo ativo usado para energizar o cérebro torna os momentos de aprendizagem ainda mais produtivos”, defende.
Um relatório de 2013 do Instituto de Medicina concluiu que os pequenos que são mais ativas demonstram maior atenção, têm velocidade de processamento cognitivo mais rápido e melhor desempenho em testes acadêmicos padronizados do que os mais sedentários. E um estudo publicado pela Universidade de Lund, na Suécia, mostra que os alunos, especialmente os meninos, que faziam educação física diariamente tinham melhores resultados na escola.
“As atividades diárias são uma oportunidade para a escola média se tornar uma escola de alto desempenho, pois ajudam o cérebro de muitas maneiras”, conclui o pediatra.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.