Não esqueça da água!

Quando se fala na importância da hidratação, boa parte das pessoas logo pensa em ter este cuidado durante o verão, deixando-o de lado no outono e, principalmente, no inverno. Contudo, nosso organismo necessita de pelo menos dois litros de água, diariamente, já que perde muito das suas reservas por meio da transpiração, urina, fezes e até da respiração. Por isso, a ingestão adequada de líquidos deve ser feita mesmo nas estações mais frias.
De acordo com a nutricionista Cintya Bassi, o consumo de água é imprecindível para a saúde do corpo. "A falta de isotônicos naturais pode levar à desidratação grave, causando tontura, desmaios, confusão mental e até o comprometimento no transporte de vitaminas e minerais no organismo", alerta.
Os benefícios da hidratação são muitos, como melhora da aparência da pele e diminuição de celulites e rugas. Além disso, a ingestão de líquidos no decorrer do dia deve ser feita tanto por meio de bebidas, quanto alimentos. “Legumes, frutas, leites e carnes são os que possuem maior quantidade de água”, ressalta Cintya.
Mesmo quando não se sente vontade, é necessário que se beba líquidos. "Em condições normais, a sede é um bom lembrete da necessidade de hidratação. Mas em situações especiais, como transpiração excessiva ou clima quente, a sensação pode não acompanhar a necessidade", explica a nutricionista. Quando a ingestão é insuficiente, o organismo pode apresentar sintomas de desidratação, como boca e pele seca, olhos fundos, cansaço, dor de cabeça, tontura, entre outros. Em casos graves, pode até evoluir para queda de pressão arterial, perda de consciência, convulsão, coma, falência dos órgãos e morte.
Segundo a nutricionista, a água só é limitada em caso de hiponatremia – nível baixo de sódio no sangue -, insuficiência renal ou cardíaca. Mas atenção, durante as refeições, o ideal é ingerir pouco líquido, porque, se for consumido mais de um copo, o estômago pode dilatar.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.