Novo Ano

Please select a featured image for your post

O início de ano costuma vir recheado de promessas e sonhos de mudança. Nessa época, é comum ouvirmos dicas do que fazer para ter um ano diferente. Fábio Zugman e Michel Turtchin, autores do livro Criatividade Sem Segredos tomaram o caminho inverso e mostram as maiores armadilhas que impedem as pessoas de mudar. Veja a seguir as 4 armadilhas, e aprenda com os autores como lidar com elas.

1) A falta de estímulos: O período de ano novo sempre vem como uma quebra na rotina, e é comum imaginarmos que as coisas serão diferentes. No entanto, as coisas só serão diferentes a partir do momento em que fizermos algo a respeito. É muito comum nos sentirmos desmotivados com a falta de recompensas ou apoio quando queremos mudar, mas é preciso lembrar que recompensas e apoio só costumam aparecer quando uma iniciativa começa a dar certo. Na verdade, um dos pontos mais difíceis em qualquer processo de mudança é seguir em frente até os primeiros frutos começarem a aparecer.

2) O fantasma dos Natais passados: Muitas tentativas de mudança, no trabalho e na vida pessoal, costumam dar errado. É preciso lembrar que toda mudança – de perder peso a mudar de emprego – envolve riscos. É muito comum as pessoas desistirem na primeira tentativa, mas o erro e as falhas fazem parte do processo criativo. Aliás, com algum esforço e criatividade, até o fracasso pode ser usado a seu favor: Uma entrevista de emprego pode não render nada a curto prazo, mas quem disse que você não pode ganhar nada com isso? Estabelecer e manter contato com o profissional que o entrevistou pode abrir uma bela oportunidade no futuro. Se seus projetos para 2010 falharam, não desista. Descubra o que pode aprender e ganhar com suas experiências e siga em frente.

3) Perder antes de começar a jogar: A falta de estímulos e os fantasmas do passado costumam se unir para potencializar esse último fator. Não vendo ganhos a curto prazo, e contando experiências ruins no passado, muitas pessoas simplesmente desistem. É importante seguir em frente. Os obstáculos e derrotas passadas podem ser uma fonte de aprendizado, mas tão importante quanto aprender com eles, é preciso deixá-los para trás ao iniciar algo novo. É como o time que, por perder os últimos jogos, entra em campo pensando na derrota. Cada jogo, cada ocasião, pode ser uma oportunidade para virar a mesa.

4) Seguir em frente, sem olhar para os lados: A persistência em perseguir objetivos e seguir em frente é algo louvável, mas é preciso não se tornar escravo de objetivos fixos demais. O mundo é surpreendente, instável e complexo. Isso quer dizer que, se seu plano não deu certo da primeira vez, talvez seja hora de mudá-lo. Muitas oportunidades são desperdiçadas por pessoas que enxergam apenas um objetivo. Cansamos de ver pessoas escrevendo e reescrevendo planos de negócios, livros e até resoluções de ano novo intermináveis, sempre em busca de uma solução perfeita. Isso não existe. Escutar críticas, reconhecer fracassos e não ter pena de jogar um trabalho no lixo e começar de novo estão entre as maiores habilidades das pessoas criativas – e que você também pode aprender com algum esforço.

Lembre-se: Você encontrará obstáculos em seu caminho, mas sempre existem formas criativas de lidar com eles. Cada mudança ou pequeno sucesso, por menor que seja, contribui para melhorar sua auto-estima e posição no mundo. Aprendendo a lidar com os problemas de forma criativa, cada vez mais portas se abrirão para você.

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta