O tempo na Região

Please select a featured image for your post

O Departamento de Defesa Civil de Campinas recebeu ontem, 11 de março, um alerta da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC) recomendando o monitoramento constante das áreas de risco, principalmente aquelas em que a população pode ficar exposta a enchentes e deslizamento de terra.

Segundo o diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidney Furtado, a população pode colaborar comunicando ao órgão alterações em barrancos próximos a residências e comércio, que coloquem em risco a vida das pessoas, ocorrência de terra sendo levadas pelas águas da chuva, árvores começando a se inclinar, aparição de novas rachaduras ou trincas em residências, aumento do nível dos rios, início de alagamento em locais já conhecidos de seu bairro. O Departamento atende pelo telefone 199.

Furtado explicou, ainda, que devem ser evitadas áreas de alagamentos e locais de risco de deslizamentos como encostas, morros e barreiras. Além disso, as pessoas não devem trafegar em ruas sujeitas a alagamentos e lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes.

Previsão

Nos próximos dias, chuvas fortes atingirão o Estado de São Paulo, geradas por uma grande área de instabilidade que avança da Região Sul.

Chuvas de volumes altos são esperadas para o sul e oeste do Estado de São Paulo, área que abrange as regiões de Presidente Prudente, Marília, Itapeva, Registro, litoral Sul e Sorocaba. Há previsão de volumes significativos de chuva também para a Grande São Paulo e Baixada Santista.

No centro e norte paulista, onde a temperatura fica mais alta, as chuvas terão características de verão, ou seja, chuvas em forma de pancadas, por vezes fortes e que podem provocar transtornos de forma isolada.

Nesta quinta-feira, dia 13 de março, uma frente fria avança por São Paulo e traz chuvas generalizadas para o Estado, com maiores volumes concentrados sobre o sul e leste (regiões de Registro, Itapeva, Sorocaba, Grande São Paulo, litoral sul e Baixada Santista).

Já na sexta-feira, 14, e no Sábado, 15, a frente fria atua sobre o norte do Estado de São Paulo e as regiões que fazem divisa com Minas Gerais e Rio de Janeiro (Vale do Paraíba, litoral norte, Campinas, Ribeirão Preto, Franca, Barretos e São José do Rio Preto) receberão os maiores volumes de chuva.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta