Olhos protegidos

No auge do verão, as praias e piscinas recebem milhares de visitantes que buscam relaxar e aliviar o calor. Porém, é preciso tomar certos cuidados, principalmente com os olhos, para não estragar esse momento de descanso. O oftalmologista Ibraim Viana Vieira dá algumas dicas importantes. Confira!

Na água
Ambientes aquáticos, naturais ou artificiais podem concentrar diversos microorganismos que provocam infecções oculares, como conjuntivite. Além disso, o sal do mar e o cloro das piscinas podem irritar os olhos. Por isso, ao sair da água, é recomendado usar colírio lubrificante para evitar esses problemas.

Cuidado com as lentes de contato
Não é indicado nadar usando lentes, uma vez que agentes infecciosos podem se aderir à sua superfície e levar a infecções graves. Caso sejam necessárias, são indicadas lentes de descarte diário, que devem ser usadas apenas uma vez.

Uso de óculos escuros
Óculos escuros com lentes de qualidade (capazes de filtrar entre 99% e 100% de toda a radiação ultravioleta) são itens obrigatórios para proteger os olhos dos raios UVA e UVB, prevenindo lesões oculares. Por isso, não se esqueça de sempre verificar se os óculos adquiridos possuem um selo que ateste a proteção UV.

Protetores solares e repelentes
O ideal, após utilizar protetores solares ou repelentes, é lavar as mãos imediatamente para evitar o contato com os olhos e possíveis lesões. O oftalmologista também recomenda retirar o repelente da região do rosto em caso de transpiração excessiva. 

 
 
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!