Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho

O Tribunal Superior do Trabalho realizou no dia 11 de agosto, a solenidade anual de entrega da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho. Desde que foi criada em 1970, a Ordem do Mérito homenageia pessoas e instituições que se distinguiram em suas profissões ou serviram de exemplo para a sociedade.

Ao lado de ministros de Estado, deputados e senadores da República e celebridades, a desembargadora Ana Paula Pellegrina Lockmann, da 3ª Turma do TRT da 15ª Região, recebeu 
a Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho da Corte Superior Trabalhista, no grau de Comendador, em cerimônia na sede do Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, A magistrada, que é coordenadora do Comitê Gestor Nacional do Sistema de Gerenciamento de Informações Administrativas e Judiciárias da Justiça do Trabalho (e-Gestão), já havia sido homenageada pelo TST em agosto de 2002, com a concessão da comenda no grau de Oficial.

Além da desembargadora Ana Paula, figuram entre os agraciados com a Ordem do Mérito Judiciário no grau de Comendador os desembargadores Júlio César Cardoso de Brito (TRT da 18ª Região – GO), Alexandre Agra Belmonte (TRT da 1ª Região – RJ) e Ricardo Luiz Tavares Gehling (TRT da 4ª Região – RS); a procuradora Flávia Piovesan; os juristas Luís Roberto Barroso e Nelson Mannrich; a cientista política Ângela Maria de Castro Gomes e o maestro Claudio Cohen.

A homenageada

Natural da cidade de São Paulo, Ana Paula Pellegrina Lockmann é bacharel e mestre em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Entre 1985 e 1991, atuou no Escritório Pinheiro Neto Advogados, inicialmente como estagiária e posteriormente como advogada. Em janeiro de 1993, aprovada em concurso público, tornou-se juíza do trabalho substituta no TRT da 2ª Região (Grande São Paulo e parte da Baixada Santista), sendo promovida a titular da então 55ª Junta de Conciliação e Julgamento de São Paulo em outubro de 1994. Em dezembro desse mesmo ano, ingressou, por permuta, no quadro de juízes titulares do TRT da 15ª Região, tendo atuado nas Varas do Trabalho de Itapeva, Porto Ferreira, Araras, Itapira, 2ª de Americana e 8ª e 11ª de Campinas. Desde 1998, atuou, em diversos períodos, como juíza substituta na 2ª instância da Corte, tendo sido também juíza auxiliar da Corregedoria (abril a dezembro de 1995), da Vice-Presidência (biênio 1998-2000) e da Presidência (biênio 2000-2002) do Regional sediado em Campinas.

Promovida a desembargadora do TRT da 15ª Região, pelo critério de merecimento, em junho de 2010, foi eleita em novembro seguinte para compor o Órgão Especial da Corte no biênio 2010-2012. Em dezembro, foi designada pela Presidência do Tribunal como coordenadora da Comunicação Social do Regional, para o mesmo biênio.

Ana Paula também se destacou pela atuação como dirigente de classe. Foi presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 15ª Região (Amatra XV) de 2007 a 2009 e membro da Comissão Legislativa da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), no biênio 2009-2011.

A magistrada é autora do livro “A Execução contra a Fazenda Pública – Precatórios Trabalhistas” (LTR, 2004) e de diversos artigos publicados em revistas, periódicos e livros jurídicos.



Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta