Orgânicos e hidropônicos

Please select a featured image for your post

A busca por uma alimentação saudável é cada vez maior e se torna ainda mais importante para manter a saúde em ordem. O consumo de alimentos naturais, como frutas, verduras e legumes, é fundamental para alcançar esse objetivo. A forma de cultivo destes alimentos pode variar, por isso é interessante conhecer as diferenças e características de cada uma. Dois dos modos são o orgânico e hidropônico.

O cultivo orgânico não utiliza adubos químicos ou agrotóxicos, preservando os recursos naturais de cultivo. Entre os alimentos deste tipo estão alface, tomate, morango e cenoura.

Os alimentos hidropônicos são produzidos em estufas (ambiente protegido), onde não há uso do solo. Cultivados dentro de tubos plásticos perfurados ou em recipientes com substrato, os produtos são nutridos com solução de água e adubos químicos de fácil solubilidade em água. Alimentos folhosos, como alface e rúcula, são os mais comuns nesta forma de cultivo.

Os benefícios destes alimentos

– Alface: é rica em vitamina C, além de conter fibras, minerais e grande quantidade de água.
– Tomate: importante fonte de sódio, potássio, fósforo, cálcio, magnésio, ferro e vitaminas A e C.
– Cenoura: excelente fonte de potássio, contribui para manter normais os níveis da pressão sanguínea. Possui, ainda, grandes quantidades de vitaminas A e C e fibras, que facilitam o funcionamento do intestino.
– Morango: importante fonte de sais minerais, sobretudo ferro, e vitamina C. Suas propriedades influenciam na formação e resistência dos ossos, dentes e tecidos e favorecem, ainda, a cicatrização de ferimentos.
– Rúcula: rica em vitaminas A e C e sais minerais, sobretudo cálcio e ferro, auxilia na prevenção da anemia e é excelente estimulante do apetite.


Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta