Os melhores preços

Please select a featured image for your post

O Procon-Campinas acaba de divulgar a pesquisa de preços de produtos de Páscoa. Nesse ano, além dos ovos de chocolate e do bacalhau, o levantamento inclui também vários tipos de peixes e as colombas pascoais.

Entre os dias 23 e 31 de março, foram pesquisados os preços de 65 itens em 32 estabelecimentos que vendem este tipo de produto, como supermercados, hipermercados e atacadistas. De acordo com a avaliação do diretor do Procon, Anderson Gianetti, os preços se mantiveram estáveis em comparação com a pesquisa do ano passado.

Em relação aos ovos de Páscoa, a pesquisa revelou que os da Lacta tiveram aumento médio de 5%; os da Arcor aumentaram em média 3%; enquanto os da Ferrero Rocher tiveram diminuição em média de 25%. Não houve alterações dos preços médios com relação ao ano passado para as marcas Nestlé e Village. No caso da Garoto, não houve base para comparação de preços porque a empresa diminuiu o tamanho e o peso dos produtos.

A pesquisa ainda conclui que alguns atacadistas, mesmo comprando em quantidades maiores, apresentam preços maiores que hipermercados. Outra conclusão da pesquisa do Procon é que estabelecimentos da mesma rede mantêm preços diferentes de acordo com a localização da loja. Isso significa que, por exemplo, o mesmo ovo de Páscoa pode custar mais caro no Carrefour do Shopping Iguatemi do que no Carrefour Dom Pedro, segundo foi apurado pelos fiscais do Procon durante a realização do levantamento.

O diretor do Procon diz ainda que os preços podem cair até a Páscoa. "Como estamos ainda a mais de uma semana da data, é provável que alguns estabelecimentos ainda façam promoções e reduzam os preços", adverte ele. Vale lembrar, ainda, que o conselho do Procon é que o consumidor pesquise sempre e fique atento às ofertas divulgadas em folhetos pelos comerciantes, prometendo o menor preço ou o dinheiro de volta. Neste caso, se o consumidor encontrar preços mais baratos na concorrência, ele tem o direito de pedir que o supermercado, hipermercado ou atacadista cubra a oferta, desde que ele tenha a prova de que o preço na outra loja é menor.

A pesquisa completa pode ser obtida pelo consumidor na sede do Procon ou pelo site www.procon.campinas.sp.gov.br

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta