Os vilões do verão


Chegou o verão e, com ele, alguns males como desidratação, insolação e micoses. Na época mais quente do ano, devemos estar atentos, proteger a pele e ficar de olho na alimentação. Conheça os principais vilões desta estação e o que indicam os especialistas para evitar problemas de saúde.

A dermatologista Ana Gabriela Salvio, explica que o verão é a época em que as pessoas ficam mais expostas aos raios solares de maneira intencional e até mesmo sem querer, já que nessa estação o sol é mais forte. Por isso, no verão os cuidados com a pele devem ser redobrados, especialmente das crianças. “É comprovado que o sol que tomamos na infância é o que vai eventualmente elevar os casos de câncer de pele àqueles que têm risco”, salienta a profissional.

Sendo assim, a proteção maior tem que ser feita durante a infância. Nada de crianças vermelhinhas, queimadas de sol e cheias de sardas. Segundo Ana Gabriela, estes sinais não são sinônimos de beleza, mas de uma pele agredida.

Então, não há desculpas para não usar o filtro solar. Logo pela manhã, passe o protetor e reaplique-o a cada três horas (se houver transpiração nesse intervalo, você deve aplicar o filtro novamente). Evite a exposição ao sol entre 9h e 16h e use bonés ou chapéus.

Umidade
Outro vilão da quente temporada. A umidade predispõe o aparecimento de micoses de pele, unha e cabelos, além de infecções bacterianas de pele. Ana Gabriela relata que, além da umidade do ar, as pessoas passam mais tempo em piscinas e não tomam alguns cuidados básicos como secar bem o corpo e entre os dedos dos pés, não compartilhar toalhas, evitar ficar muito tempo com roupas úmidas ou calçados que dificultam a respiração dos pés, evitar ficar descalço em banheiros públicos, chuveiros e beira de piscinas.

Além desses cuidados, as pessoas devem ficar atentas às manchas ou lesões na pele e nas unhas. “Se notar qualquer alteração, procure um médico”, ressalta a profissional.

Desidratação

Falta de água no organismo, outro mal do verão. Nesta estação, além do suor excessivo por causa das altas temperaturas, pode haver desidratação, decorrente de insolação ou infecção intestinal que leva à diarreia.

A nutricionista Ana Elisa de Paula Brandão, afirma que normalmente perdemos cerca de dois litros de líquido ao dia, por meio do suor, urina, fezes e até pela respiração. “Essa quantidade pode aumentar, de acordo com as atividades realizadas diariamente e, no verão especialmente, deve haver a reposição de líquido do corpo”, diz.

Como repor? A nutricionista orienta: beba, pelo menos, de oito a dez copos de água por dia (pode ser água de coco e sucos naturais, que além de hidratar, fornecem vitaminas e minerais).

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta