Prazer ou culpa?

Em época de promoções como a Black Friday, é preciso ficar atento para que o prazer das compras, não seja substituído pelo sentimento de culpa ao fim do mês. De acordo com o Instituto de Psicologia da USP, cerca de 3% dos brasileiros sofrem com a compra compulsiva, número que corresponde à 5 milhões de pessoas. Além disso, 95% desse percentual são mulheres jovens que alcançaram recentemente a independência financeira.
Segundo o especialista em mudança de comportamento Scher Soares, esse é um vício sustentado pela auto enganação. “Todo mundo gosta de ser enganado: uns mais, outros menos. Mas diariamente buscamos confirmações daquilo que achamos correto. E isso acontece com os compradores compulsivos. Muitas vezes, eles sabem que estão burlando seus próprios sentimentos e que essa realidade é passageira”, explica.  
O profissional dá três importantes dicas para resistir e evitar cair em tentação na Black Friday:
1.    Liste suas necessidades e compre somente o que pecisar;
2.    Não gaste o dinheiro que você não tem. Compre somente no débito ou no dinheiro;
3.    Não possui um objetivo? Não saia. Evite olhar vitrines e passear pelas lojas, fazendo isso as compras se tornam inevitáveis. 
Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!