Prevenir é preciso

O câncer de próstata é a segunda doença mais frequente no sexo masculino, ficando atrás apenas do câncer de pele. A estimativa para o ano de 2015 é que cerca de 68 mil novos casos tenham sido diagnosticados, o que corresponde a um caso a cada 7,6 minutos.
A próstata é uma glândula do aparelho reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas e possui forma e tamanho semelhante a uma castanha. Ela se localiza abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente as vesículas seminais, é produzir esperma. A próstata, normalmente, cresce a partir dos 40 anos,faixa etária em que pode surgiro câncer, desencadeado pela multiplicação desordenada das células.
A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que os homens a partir de 50 anos procurem um especialista para iniciar a prevenção da doença e a realização dos doisprincipais exames para a detecção precoce: o PSA (colhido no sangue) e o toque retal. Homens com histórico familiar,da raça negra, fumantes e obesos devem procurar o urologista a partir dos 45 anos, por terem predisposição à doença. Vale lembrar que o diagnóstico precoce da doença faz com que a chance de cura chegue a 90%.
A dosagem sanguínea do PSA diagnostica a maioria dos tumores, porém, em 10 a 20% dos casos eles não são detectados. Já no toque retal,o urologista avalia a presença ou não de nódulos na próstata, além de outras alterações da glândula.
Caso o tumor encontrado já esteja em estágio avançado, o paciente pode sentir dificuldade para urinar,dor óssea, queda do estado geral e insuficiência renal – os sintomas são semelhantes ao aumento benigno da próstata.
Quanto ao tratamento, o médico irá definir de acordo com a fase do tumor e as características de cada paciente. Nos estágios iniciais, pode ser realizada cirurgia, radioterapia ou até observação monitora. A cirurgia pode ser feita de três formas: aberta, via laparoscópica ou por robótica, sendo as duas últimas, com incisões menores na pele.
É importante ressaltar que o exame deve ser rotina e não uma obrigação.Alguns hábitos diários simples também podem contribuirpara a redução da probabilidade do câncer de próstata, no entanto, a consulta de um urologista é indispensável na suspeita de algum sintoma.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta