Protegidos do frio

As temperaturas mais baixas que chegam com o inverno atingem não só as pessoas, mas também os animais de estimação. Por isso, a veterinária Laís Alarça chama a atenção para algumas dicas de como manter os pets aquecidos e saudáveis.
Antes de tudo, é importante verificar se as patas, narizes e orelhas estão gelados. “Estas partes dizem muito sobre a saúde dos bichinhos”, orienta Laís.
Além disso, os idosos são os que mais sofrem com as baixas temperaturas. O porte e a quantidade de gordura corporal também interferem. “A pelagem ajuda a proteger dos ventos frios, ou seja, tosas durante o inverno não são indicadas”, afirma a veterinária. Ela também ressalta para o perigo que os gatos correm nesta estação, já que se escondem em qualquer local para procurar abrigo e fugir do frio, inclusive os motores dos carros. “Os acidentes desse tipo são sérios e quase sempre fatais. É aconselhável dar algumas batidas no capô e laterais para que eles saiam antes de ligar o automóvel”, explica.
Outro cuidado importante é com aquecedores, pois o calor pode levar os animais para perto do aparelho e causar queimaduras. “Evite colocar estes equipamentos no chão e nunca deixe os pets sozinhos caso estejam ligados”, alerta Laís.
“Sobre os passeios, eles podem acontecer normalmente, mas com roupas que mantenham os bichinhos aquecidos”, completa.
As doenças mais comuns nesse período são causadas por vírus e bactérias, como a tosse nos cães e a rinotraqueite nos gatos. “Ao primeiro sinal de que o pet está doente, é necessário consultar um veterinário”, finaliza a veterinária.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta