Queda livre

Cerca de 100 paraquedistas devem participar de treino para quebra de recorde brasileiro e sul-americano de maior formação em queda livre. O evento organizado por Ricardo Pettená, sócio da Escola de Paraquedismo Azul do Vento, está marcado os dias 4, 5 e 6 de fevereiro, em Campinas. No local, saltos simultâneos de até 30 atletas ocorrem durante todo o dia.

No ar, Pettená é o responsável por definir a formação que será realizada pelos saltadores. “Escolho o desenho mais bonito e fácil de ser executado”, conta. Durante o evento, os saltos poderão ser acompanhados pelo público do chão, durante os três dias. A expectativa é que haja saltos das 8 às 20 horas. Para ver tudo de perto, basta doar alimentos ou produtos de higiene e limpeza que serão enviados às vítimas da região Serrana do Rio de Janeiro.

Os treinos são essenciais para o projeto 100-way, como será chamada a tentativa de quebra de recorde. São 100 paraquedistas, organizadores e outros atletas reservas que estão sendo preparados para participar das próximas empreitadas da equipe Brazilian Dream Team (BrDT), que prevê que a quebra do recorde deve ocorrer na semana de 15 a 22 de abril de 2011, no Arizona, Estados Unidos.

A meta é superar, e muito, o atual recorde brasileiro de formação que conta com 82 pessoas.

Além da quebra do recorde, outro objetivo da BrDT é elevar o nome do Brasil ao lugar mais alto do paraquedismo na América do Sul e, futuramente, no mundo. Ainda segundo Pettená, o recorde é a materialização do sonho de todos os paraquedistas que saltam carregando as cores verde e amarela.

O evento ocorre dentro do espaço da 11º Brigada de Infantaria Leve, na Avenida Soldado Passarinho S/N – Continuação da Avenida Pio XII- Fazenda Chapadão, em Campinas.

Mais informações pelo site www.azuldovento.com.br.

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!