Regularização

A interdição, pela Prefeitura, de casas noturnas de Campinas, está levando donos de estabelecimentos a buscar a regularização de alvarás e o atendimento às normas técnicas de segurança, para poder retomar as atividades abertas ao público.

Entre 31 de janeiro e 7 de fevereiro deste ano, a Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb) vistoriou 30 casas e até 16 chegaram a ser interditadas. “Mas algumas já conseguiram se regularizar, número que teremos fechado na próxima quarta-feira, quando o expediente dos serviços públicos será retomado, após o Carnaval”, informou o diretor de Controle Urbano da Semurb, Moacir Martins.

A Casa Rio Bar e Restaurante, localizada à Avenida Antônio Carlos Couto de Barros, 1.382, no distrito de Sousas, chegou a figurar na lista de estabelecimentos interditados, porém Martins esclarece que, embora tenha ainda algumas pendências junto ao Corpo de Bombeiros, o lugar está liberado para atender o público, pois conta com alvará e auto de vistoria dos Bombeiros em situação regular.

As vistorias foram desencadeadas em cumprimento ao decreto nº 17.858, publicado no Diário Oficial do Município de 31 de janeiro, que determinou a suspensão das atividades de estabelecimentos destinados a diversões públicas, festas, clubes ou atividade em que haja difusão de som musical ou ruído que estejam funcionando sem autorização.

Ao publicar o decreto, o prefeito Jonas Donizette levou em consideração a necessidade de garantir mais segurança para frequentadores e funcionários desses estabelecimentos.

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta