Rugas de sono

As indesejáveis rugas que surgem na pele com o passar dos anos possuem, entre outras causas, uma relação com a posição em que se dorme à noite. É o que aponta um novo estudo divulgado pelo Aesthetic Surgery Journal, publicação da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica Estética, que comprovou que as forças de compressão, tensão e cisalhamento aplicadas à face causam distorção facial quando as pessoas estão de lado ou de bruços durante o sono, levando ao desenvolvimento das chamadas rugas de sono. “Estas tendem a piorar, ao longo do tempo, devido à repetição combinada, ao afinamento da pele e à diminuição da elasticidade à medida que envelhecemos”, afirma o cirurgião plástico Ruben Penteado.
Ainda segundo o especialista, estas imperfeições aparecem, principalmente, na testa, nos lábios e nas bochechas. “Ao contrário das rugas de expressão facial, causadas por contrações musculares, as do sono são formadas por causa da compressão mecânica e não podem ser eliminadas por meio da toxina botulínica”, ressalta.

Prevenção
De acordo com Penteado, uma maneira de minimizar este problema é limitar a distorção durante o sono. “Existem vários travesseiros especiais disponíveis para ajudar a conseguir isso. Também recomendo usar protetor solar, parar de fumar, otimizar a nutrição e maximizar o cuidado tópico da pele para controlar pelo menos algumas das variáveis ​​que influenciam o envelhecimento ”, conclui. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta