Sarampo

O Secretaria Municipal de Saúde de Indaiatuba confirmou dois casos de sarampo na cidade. O Departamento de Vigilância Epidemiológica recebeu o resultado positivo do Instituto Adolfo Lutz, sendo classificado como importado residente e outro autóctone. O primeiro caso é de um menino de 10 anos, residente no bairro Jardim Paulista II com duas doses da vacina tríplice viral, histórico de viagem recente para São Paulo capital e estudante da E.E Annunziatta Leonilda Virginelli Prado. O segundo caso é uma menina de 1 ano que não frequenta creche e não tem histórico de viagem, é residente no bairro Nova Veneza. A criança apresentou os sintomas em maio e foi atendida em unidade de saúde privada em Salto, a notificação chegou na segunda quinzena de junho por meio de laboratório particular. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de Indaiatuba há mais um caso em investigação.
Com o resultado positivo, mesmo de forma tardia, o Estado orientou o município fazer mais uma ação de bloqueio vacinal focada ao redor da residência do segundo caso confirmado. O Departamento de Atenção Básica junto com a Vigilância Epidemiológica, estão programando a ação para a próxima semana. Da mesma forma como foi o primeiro bloqueio vacinal, equipes de saúde percorrerão o bairro aplicando a vacina tríplice viral de forma seletiva, para aqueles que estão com a carteira de vacinação incompleta. De 2 anos a 29 anos são duas doses e de 30 a 49 anos apenas uma dose da vacina comprovada em carteira de vacinação.

Vacina
A Secretaria de Saúde enfatiza a importância de manter a caderneta de vacina atualizada, o Ministério da Saúde estabelece a meta de 95% da cobertura vacinal da Tríplice viral. Em 2018 Indaiatuba atingiu 94,73%. A falta de vacinação é a principal causa do retorno dos casos de sarampo, por isso a vacina é imprescindível para manter a saúde pública em dia. A vacina Tríplice Viral tem uma eficácia entre 85% e 95%.

Sarampo no Brasil
Desde fevereiro de 2018, o Brasil tem reportado a circulação do vírus do sarampo (genótipo D8) em 11 estados da federação. O Ministério da Saúde confirmou 426 casos de sarampo em sete estados do Brasil. O novo boletim foi divulgado na quarta-feira, dia 17 de junho. Outros 810 casos estão em investigação e 986 já foram descartados. São Paulo lidera o ranking com o maior número de infecções: representa 82% de todos os registros do país.
 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!