Sede em Campinas

Please select a featured image for your post

A multinacional Hildebrando, empresas de serviços em Tecnologia da Informação, anunciou que está instalando em Campinas sua segunda unidade brasileira. As operações começam em abril e o investimento é de R$ 6 milhões. A previsão é gerar 100 empregos logo de início e, em três anos, abrir 500 vagas de trabalho na cidade com salário médio de R$ 4 mil. A Hildebrando tem como foco o desenvolvimento de softwares, consultoria em TI, integração de sistemas e serviços de outsourcing (terceirização).

A Hildebrando em Campinas ocupará uma área de 955 metros quadrados na região próxima ao Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (CPQD). A multinacional começou a atuar no Brasil pelo Rio de Janeiro, no segundo semestre do ano passado, e escolheu Campinas para instalar sua segunda unidade brasileira de olho em todo o mercado latinoamericano. “A oferta local de serviços segue o modelo internacional, com profissionais altamente qualificados, processos estruturados e tecnologia de ponta”,justifica Rachid o porquê de Campinas ter sido escolhida como a sede paulista da empresa.

Segundo o presidente, o faturamento da Hildebrando somente no Brasil em 2010 foi de R$ 11 milhões e o global, somando todas as unidade do grupo, foi de US$ 280 milhões. Para o secretário de Comércio, Indústria, Serviços e Turismo, Rui Rabelo, a vinda da Hildebrando para Campinas reflete o potencial do município como uma das cidades brasileiras para produção de alta tecnologia e também por causa do crescimento que vem passando nos últimos anos, sem perder a qualidade de vida.

A expectativa do presidente mundial de negócios do grupo, Humberto Sánchez Sandoval, é transformar o Brasil num dos maiores exportadores de tecnologia da informação do mundo, e com a vantagem de que aqui no Brasil é possível agregar valor ao produto. Segundo ele, na área de atuação da Hildebrando, o mercado brasileiro já é quatro vezes maior do que o segundo colocado na América Latina, que é o México, em se tratando de produção de TI.

E, com a vinda da empresa para o estado de São Paulo, a ideia é reforçar a atuação no mercado internacional. “Teremos muito êxito em Campinas e vamos gerar empregos, produzir tecnologia e gerar negócios”, prevê Sandoval. A previsão de faturamento para 2011 somente no Brasil é de US$ 38 milhões.
 

 

 

 

 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta