Sexta-feira Santa

A Sexta-feira Santa é um dia marcado pelo silêncio. Na data, é realizada uma grande reflexão sobre o sofrimento de Jesus Cristo antes de sua morte e por isso algumas religiões pedem que se faça jejum, criando uma oportunidade de rever nossa vida.

A data é ainda marcada pela Ação Litúrgica da Paixão de Cristo, celebrada depois do meio-dia e antes das 21h00 e que tem quatro partes: 1. proclamação da Palavra, especialmente da Paixão segundo São João; 2. oração universal; 3. adoração da cruz e 4. comunhão eucarística.

Na Sexta-feira Santa, a Igreja concede a Indulgência plenária aos que participam piedosamente da veneração da cruz e beijam devotamente o Santo Lenho (supondo que cumpram as outras condições costumeiras – confissão recente, renovação da fé, oração pelo Papa e invocação da Virgem – a condição da missa é substituída pela participação nesta liturgia).

Segundo tradição judaica, a relação sexual deixava os animais ou as pessoas impuras, por isso há a tradição de não comer carne de mamíferos e similares na Sexta-feira Maior, para não ficarem impuros como eles. O peixe não se reproduz por cópula, por isso é permitido o consumo de sua carne.

A Quarta-feira de Cinzas e a Sexta-feira Santa, memória da Paixão e Morte de Cristo, são dias de jejum e abstinência. A abstinência pode ser substituída pelos próprios fiéis por outra prática de penitência, caridade ou piedade.

Pelo 43º ano consecutivo, acontece na Sexta-feira Santa a Caminhada das sete Igrejas. Já tradicional em Campinas, a caminhada começa às 06h, em frente ao Balão do Timbó, na avenida Brasil, passando pelas Igrejas de Nossa Senhora de Lourdes (Guanabara), Nossa Senhora do Rosário (Castelo), Nossa Senhora das Graças (Vila Nova), Nossa Senhora Auxiliadora (Jardim Nossa Senhora Auxiliadora), Nossa Senhora das Dores (Cambuí), Capela da Casa de Saúde (Nossa Senhora da Imaculada Conceição), terminando na Basílica Nossa Senhora do Carmo.

Dom Bruno Gamberini, Arcebispo Metropolitano de Campinas, preside a Ação Litúrgica, às 15h, na Catedral Metropolitana. Às 18h30, Dom Bruno participa da Procissão do Senhor Morto, que sairá da Basílica Nossa Senhora do Carmo com destino à Catedral Metropolitana.


Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!