Trânsito em Campinas

Please select a featured image for your post

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC) divulgou, na Semana Municipal do Trânsito, um balanço de acidentes durante primeiro semestre de 2010. Os resultados foram queda no total de ocorrências, diminuição nos acidentes sem vítimas, nos acidentes com feridos, nos atropelamentos e também nas fatalidades entre motociclistas e ocupantes de veículos.

Os acidentes registrados a cada 10 mil veículos na cidade caíram 7,8% em comparação com o primeiro semestre de 2009. Eram computados 134 acidentes a cada grupo de 10 mil veículos, agora o número caiu para 123,5. Em relação aos dados por 100 mil habitantes, a redução apresentada foi de 3,3%.

Em relação ao total de ocorrências nas vias, a queda foi de 2,4%: foram contabilizados 8.703 acidentes neste primeiro semestre, contra 8.913 no ano passado. Os atropelamentos caíram 1,9%, a redução nos acidentes com vítimas foi de 4,4% e de 1,8% nas ocorrências sem feridos.

Um dado importante do balanço indica que, apesar de representar 69% da frota total da cidade, estimada em 704.482 veículos em junho de 2010, o automóvel é responsável por 74% dos acidentes, enquanto as motos respondem por 11 %, seguidas dos ônibus com 8%, dos caminhões com 4%,dos microônibus com 2% e das bicicletas com responsabilidade por apenas 1% dos acidentes.

Os dois principais índices que medem a mortalidade nas vias também apresentaram quedas no 1º semestre de 2010. As mortes por 10 mil veículos atingiram a taxa de 0,64 vítimas fatais pelo grupo de veículos – uma redução de 29,2% em relação ao mesmo período de 2009, que registrou 0,9 vítimas fatais. Quando esse dado é comparado com os números dos últimos 10 anos, a diminuição é de 44,4%. Neste ano, 4,2 habitantes a cada 100 mil morreram no trânsito. Em 2009, esse número era de 5,66.

Segundo o levantamento da EMDEC, 45 pessoas morreram no trânsito de Campinas no primeiro semestre deste ano. No mesmo período em 2009, o total de vítimas foi 60. Destas 45 mortes, 23 eram pedestres, 15 eram ocupantes de motos e 7 eram ocupantes de veículos. Vale destacar que, entre os 23 pedestres mortos, 2 sofreram acidentes ainda em 2009.

O único segmento que apresentou crescimento na mortalidade foram os pedestres. Enquanto no primeiro semestre de 2009 Campinas contabilizou 17 pedestres mortos, neste ano foram 23, um aumento de 35,3%. Segundo o Secretário de Transportes e diretor-presidente da EMDEC, Sérgio Torrecillas, a EMDEC buscará uma resposta imediata para reverter os números em relação aos pedestres. Para isto, a EMDEC realizará uma campanha específica na segunda quinzena de outubro. “Ações educativas de conscientização e orientação serão reforçadas nas ruas no próximo mês”, diz.

Um dos dados mais expressivos do levantamento do semestre divulgado pela EMDEC traz boas notícias para os motociclistas. As mortes por 10 mil motocicletas foram reduzidas em 54,4% no comparativo 2009/2010. Enquanto em 2010 foram 1,49 vítimas fatais em 10 mil motos, no mesmo período no ano passado eram 3,27 vítimas para este mesmo grupo. Mas vale destacar que as motos têm influência em 50% dos acidentes fatais (36% nos acidentes com vítimas e 14% nos atropelamentos).

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.