Ultrassom microfocado

Durante muito tempo, o único tratamento disponível para flacidez facial era o lifting cirúrgico. Porém, com os avanços da tecnologia nos últimos anos, surgiram técnicas menos invasivas para cuidar deste problema. Entre elas, o dermatologista Abdo Salomão ressalta o ultrassom microfocado Megafocus, da Plataforma Solon, novo procedimento através do qual o colágeno é estimulado e o músculo, atingindo, produzindo um efeito lifting em apenas uma sessão.
O ultrassom microfocado é indicado para pacientes com flacidez de pele, de leve a moderada, na face, pescoço e região dos olhos. Como age de dentro para fora, sem causar danos à epiderme, a recuperação é imediata e o paciente pode voltar às atividades de rotina no mesmo dia. Apesar disso, Salomão ressalta que pode ocorrer inchaço, eritema, hematoma, formigamento e leve sensação de dor muscular no local tratado, mas que estes sintomas devem melhorar rapidamente.
O dermatologista afirma que a melhora na flacidez começa a aparecer 20 dias após o início do tratamento, mas os melhores resultados, depois de 3 meses. As contraindicações são para gestantes, pacientes em tratamento com anticoagulantes, doença autoimune, diabetes, epilepsia, implantes, queloides e preenchedores. 

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta