Vai viajar com o pet?

Ao longo de 2020, uma das mudanças no comportamento das pessoas está relacionada tanto com a frequência como a maneira que escolhem para se locomover. Certamente, em meio aos riscos decorrentes da pandemia, muitas viagens passaram a ser realizadas de carro.
Essa postura é reflexo de que a maioria preza pelo sentimento de segurança e proteção de seus familiares. Em julho deste ano, uma pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência revelou que 30% das pessoas pretendiam usar mais o carro particular. Segundo a Associação Brasileira das Agências de Viagens, o hábito de realizar viagens de carro com a família deve se tornar recorrente.

Diante deste cenário, é comum que os pais e mães de pets optem por levá-los em viagens e passeios de carro. Sem dúvida, é uma das maneiras de aproveitar todo o tempo com eles, pois muitos são tratados como membros da família e merecem todo o carinho.
A médica veterinária Thaís Matos, explica que ao levar seu pet em um automóvel é importante estar atento a vários detalhes. “A segurança de todos é o ponto em questão. O bem-estar do animalzinho também deve ser levado em conta. É preciso garantir que o seu pet tenha os devidos cuidados durante uma viagem de carro”.

Thaís listou algumas dicas para quem pretende viajar com o pet de carro:

Use o cinto de segurança – Sim! Essa regra também se aplica aos pets. Nada de deixar seu bichinho solto durante a viagem, mesmo que ele seja super obediente. Pode ser perigoso, tirar a atenção de quem dirige e o condutor pode ainda ser multado. Portanto, use o cinto de segurança para cães, que foi desenvolvido especialmente para isso. O equipamento funciona como um extensor, pois é fixado no fecho do cinto do carro e ao peitoral do seu animal de estimação (ao mesmo tempo). Para os gatos, as caixas transportadoras, promovem conforto e segurança e também precisa ficar presa no cinto de segurança. Uma dica para que o felino se sinta confortável é adquirir a caixa transportadora para gatos um pouco antes da viagem e colocar o cobertor e os brinquedos dele dentro, com isso ele sente que a caixa transportadora é um local seguro e agradável.

Sempre no banco de trás – Sem dúvida! No banco traseiro do carro seu animal de estimação estará muito mais seguro. Outra coisa que vai deixar o cãozinho mais tranquilo e confortável durante o trajeto, é colocar a caminha dele no banco do carro.

Temperatura nem quente nem fria – Muito cuidado, pois seu pet pode ficar incomodado e espirrando se a temperatura no interior do veículo estiver muito fria. Portanto, ao viajar de carro, deixe a temperatura do ar condicionado neutra, ou seja, nem quente nem fria.

Janela do carro sempre fechada – Sabemos que os cachorros amam ficar espiando e tomando aquele vento durante o passeio de carro, mas isso pode trazer consequências tanto em relação à segurança como à saúde do animal. Isso pode acarretar dor de ouvido no cãozinho e prejudicar a audição, além de causar irritação nos olhos. Além disso, não é nada seguro pois ele pode se machucar. Se contar que ainda tem o risco de acidentes se o condutor do veículo não estiver concentrado no trânsito.

Capas protetoras para carro – Isso pode ser uma dica para tornar o passeio de carro com seu animal de estimação muito mais agradável. Confeccionadas em tecido, os modelos impermeáveis conferem segurança, não deixando o cãozinho escorregar no banco, além de proteger as portas do carro.

Consulta ao veterinário – Para garantir ainda mais a segurança do seu pet na viagem de carro é fundamental que um profissional veterinário seja procurado. Ele irá verificar se está tudo bem com o seu animalzinho, irá indicar a melhor maneira de transporte para garantir o máximo de suavidade durante o percurso. Na consulta é importante levar a carteira de vacinação (mesmo que esteja em dia) e informar alguns fatores, como a distância que será percorrida. Alguns pets costumam enjoar durante viagens de carro, portanto, o veterinário poderá recomendar o medicamento e a dosagem correta. Nenhum tipo de remédio deve ser recomendado sem prescrição de um médico veterinário. Somente o profissional está habilitado para indicar o remédio correto que irá amenizar o desconforto do seu pet durante a viagem.

foto: Pixabay

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.