Viagens Internacionais

As viagens internacionais estão ocupando cada vez mais espaço na agenda dos brasileiros. Pessoas que antes não se interessavam por cidades do exterior, hoje as têm como preferência. Além da difícil escolha do destino, é natural que surjam dúvidas quanto ao uso da moeda.
Dependendo do local, o uso do dinheiro em espécie se torna mais vantajoso do que cartões pré-pagos ou de crédito internacional, como é o caso da Argentina, que sofre uma desvalorização no peso e precisa da entrada do dólar no país. Os comerciantes locais podem até oferecer descontos para os turistas que pagam em espécie, por isso, é sempre válido se informar e ficar atento sobre o mercado financeiro do país. Para aqueles que desejam fazer uma viagem e possui maior tempo de planejamento, é aconselhável fazer a compra fracionada da moeda, ou seja, a cada dia ou semana investir uma parte do dinheiro. Desta forma, podem-se obter momentos de queda e conseguir um bom preço médio de cotação. Em contrapartida, para os que deixaram para a última hora, a solução  recomendada  é  negociar melhores taxas com a corretora.
Outro ponto importante é tomar cuidado com os cartões de crédito, pois o que muitos não sabem é que para cada compra realizada no exterior cobra-se 6,38% de taxa IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), e isso deve ser incluído nos gastos da viagem. O cartão pré-pago tem vantagem em relação ao cartão de crédito, pois o valor do câmbio é definido na hora da compra, enquanto no cartão de crédito varia até a data de vencimento da fatura. O ideal é que o cartão de crédito seja utilizado apenas em casos emergenciais, pois, de todas as opções, ele se torna menos vantajoso.

Nenhum Comentário Ainda

Deixar uma Resposta

error: Content is protected !!