Não renuncie a sua inteligência

O que me assusta é que mesmo em um mundo que, aparentemente, dissemina informação em níveis nunca antes imaginados, esta geração é paradoxalmente a mais alienada e confusa de toda a nossa história.

As pessoas se apegam a fatos isolados e se prendem a narrativas prontas, o que nem sempre evidencia o real significado das coisas. Para se analisar uma situação é preciso considerar vários fatos ao mesmo tempo.

O problema é que as notícias vão se sucedendo em vários campos, com intensidades e desdobramentos diversos, o que torna quase impossível analisar a importância de cada uma delas individualmente.

Para entender alguma coisa, é preciso cruzar informações, procurando fontes diferentes e ligando pontos, sem esquecer de rastrear beneficiários, financiadores e agentes.

Não tire conclusões precipitadas.

Não confie em narrativas prontas.

Não renuncie a sua inteligência.


Isabelle Sabbatini é advogada, curadora e produtora de conteúdo da Absoluta

 

Leia também: O papel da imprensa

error: Content is protected !!