Aeron Chair produzida com plástico retirado dos oceanos

A Herman Miller anunciou a atualização de sua icônica cadeira Aeron Chair que, a partir de agora, passa a ter o acabamento Onyx, ainda mais sustentável, feito a partir de plásticos provenientes dos oceanos.

Ergonômica em sua essência, a Aeron é uma das peças mais emblemáticas da marca e, quando lançada, em 1994, assinada pelos designers Bill Stumpf e Don Chadwick, revolucionou o mercado. Seu design e desempenho únicos trouxeram um novo conceito de cadeiras de trabalho, sem o usual estofado. Mais uma vez, a empresa oferece inovação ao produto, incluindo a adição de plásticos que terminariam nos oceanos em sua composição. A cadeira, que é símbolo de ergonomia e alto nível de design, passa a ser referência também de sustentabilidade.

     

O legado de sustentabilidade da Aeron acontece desde sua criação, pois foi pioneira em termos de inovação em materiais, sem depender do uso da espuma, tecido ou couro, itens encontrados na maioria das cadeiras de escritório da época. Além disso, é o primeiro produto da companhia a receber a certificação líder de mercado Cradle to Cradle V3 Silver Level – mais de 50% da composição da Aeron é de material reciclado. A partir de agora, a partir do acabamento Onyx, a cadeira também ajudará a retirar parte dos 86 milhões de toneladas de plásticos que acabam anualmente nos oceanos. Com o uso deste material, a empresa estima reutilizar 150 toneladas de plástico do ecossistema todo ano.

error: Content is protected !!